terça-feira, 29 de março de 2016

I love my job! And you?

Desde pequena que gosto de costura. Sempre que ia à costureira com a minha mãe, saía de lá com sacos cheios de retalhos, que depois usava para fazer roupa para as Barbies.

Não segui moda/design/costura porque na teoria seria um passo para o desemprego. Irónico não é? Segui um curso com alta taxa de empregabilidade, e odeio! Não quero e não sou capaz de me imaginar a trabalhar naquilo que estudei. Por outro lado, adoro ver-me rodeada de carrinhos de linhas e perco-me em lojas de tecidos. Voltei a dar uso à máquina de costura, assisti a muitos tutoriais, li muito sobre o assunto, comprei moldes e passo-a-passo, revistas. Parti agulhas, estraguei muitos tecidos, enchi o chão de casa de linhas. Mas agora costuramos, não só para nós, mas para quem quiser usar as nossas coisas.


Começamos pelo enxoval de casa, com a chegada do baby V., e fizemos tudo desde cortinados, capa de edredão, contorno de berço, capa de trocador de fraldas e cestos de arrumação. Enchemos a mala da maternidade com porta documentos, bolsas de primeira roupinha, muda-fraldas, porta-fraldas e porta-toalhitas. Babetes e fraldas de pano. Fizemos roupa para o pequeno e até os fatos de carnaval do pequeno e do grande. Já nos arriscámos em algumas peças para a mummy. E com a experiência que ganhámos a fazer as nossas coisinhas, tornámo-nos melhores e capazes de vender produtos feitos com amor.

Isto, para vos dizer como começou esta mudança de que vos falei no post anterior. E também para vos mostrar o porquê de os produtos irem "aparecendo aos boxexos". É que antes de vos mostrar o que quer que seja, há muito trabalho envolvido. Muito estudo. Muita tentativa-erro, até chegarmos ao ponto que consideramos perfeito e que podemos exibir e vender.  

Espero que tenham gostado da nossa história. O próximo post prometo que será menos longo. Visitem o nosso Facebook e a nossa loja online. Por lá, conseguem ver aquilo de que vos falei. Espero que gostem.

Aquele beijo,
*muah*
Ana

Nenhum comentário:

Postar um comentário